Home / Grandes Investidores / Benjamin Graham e o Investimento em Valor

Benjamin Graham e o Investimento em Valor

Quem-foi-Benjamin-Graham-I-Seu-Guia-de-Investimentos

Neste artigo vou falar sobre quem foi Benjamin Graham, o “pai” do investimento em valor e análise fundamentalista e valuation. Benjamin Graham ficou famoso por ter sido professor do Bilionário Warren Buffet. Se você quer aprender a investir bem em ações, precisa conhecer Benjamin Graham e sua filosofia de investimento em ações!

Se você ainda não investe em ações mas quer começar, baixe o meu e-book “Guia 3 Passos Pra Investir Em Ações”, clicando aqui.

Por que Benjamin Graham é importante

Todo investidor que inicia seus investimentos na Bolsa de Valores sempre se depara com o debate: o que é melhor, análise técnica ou investimento em valor? No meu artigo “Análise técnica: o que é e como funciona” eu falo sobre como esta técnica pode ser utilizada por quem quer investir especulando. Assim como Charles Dow pode ser considerado o pai da análise técnica, Benjamin Graham pode ser considerado pai da filosofia de investimento em valor.

A eficiência de suas teorias de investimento foram comprovadas na prática, pois Benjamin Graham ficou durante 20 anos consecutivos pelo menos 2,5 pontos a frente do índice de ações Standart & Poor’s 500.

Poucos investidores sobreviveram à crise de 1929 e Benjamin Graham foi um deles. Ele também fez uma previsão acertada sobre o colapso financeiro de 1973-1974.

O professor do bilionário da bolsa Warren Buffett: Benjamin Graham 

Benjamin Graham foi professor de Warren Buffet na Universidade de Columbia. Warren Buffet, que hoje é um dos homens mais ricos do mundo (com fortuna estimada em US$ 58 bilhões), tentou trabalhar para a empresa de Benjamin Graham, mas não conseguiu de primeira. Graham reservava parte das vagas de sua empresa para judeus que tivessem dificuldade de achar emprego em Wall Street. Warren Buffet se ofereceu para trabalhar de graça para Benjamin Graham por algum tempo, o que fez com que fosse contratado.

Com o tempo, Buffett aprendeu muito com Graham sobre investimentos. No vídeo abaixo, Warren Buffett fala de dois livros importantes (leitura obrigatória pra quem quer ser um investidor em valor). Um deles é o livro “Security Analysis”, e o outro é “O Investidor Inteligente”, (ambos escritos por Benjamin Graham).

O livro “O Investidor Inteligente” foi o que mudou o modo de investir de Warren Buffett e que ajudou a consolidar a filosofia de investimento em valor nos Estados Unidos. Veja o vídeo:

A filosofia de investimento em valor criada por Benjamin Graham

Diferente da especulação, que é a base do investimento feito através da análise técnica, onde o objetivo principal é lucrar com a diferença entre os preços de compra e venda, Graham acreditava que os preços não eram as melhores estimativas para o valor real de uma ação. De acordo com sua teoria, os preços, além de refletirem as expectativas dos investidores a respeito de uma empresa, refletem também os seus medos e ansiedades.

Exemplo: imagine que os investidores estão apreensivos quanto ao que às decisões que a presidente do Brasil possa tomar com relação ao mercado financeiro. Dessa forma, notícias que não tenham relação com o mercado financeiro, mas que possam ser interpretadas de forma negativa pelos investidores, podem produzir quedas nos preços de algumas ações.

O conceito de “Sr. Mercado” criado por Benjamin Graham

Benjamin Graham - investimento em valor - tendências - Seu Guia de InvestimentosEssa idéia de Benjamin Graham quer dizer que os preços poderiam sofrer oscilações que não estivessem, necessariamente, ligadas a fatores práticos. A essas oscilações nos preços das ações Graham deu o nome de “Sr. Mercado”. Na verdade, o que ele queria dizer era de que o mercado financeiro age, muitas vezes, como uma pessoa, que tem seus medos e desejos.

Então, quando os preços das ações aumentam muito ou caem muito, eles refletem muito mais as emoções dos investidores, do que informações e dados concretos a respeito das ações e do mercado financeiro, e não captam completamente o valor real da ação.

O valor real (ou justo) de um ação e a base do investimento em valor

Quando se fala no valor “justo” de uma ação, muita gente imagina que isso seja o valor do Patrimônio Líquido de uma empresa dividido pelo número de ações em circulação no mercado (menos as que estão em tesouraria). Porém, o conceito de valor criado por Benjamin Graham é mais profundo e abrangente.

Diferente da análise técnica, onde os dados passados são utilizados para tentar prever o futuro, a filosofia de investimento em valor criada inverte essa lógica. Para Graham, o preço da ação de uma empresa deve refletir a expectativa que os investidores têm para os lucros futuros que essa empresa irá apresentar (na verdade, representam a expectativa futura para os fluxos de caixa da empresa).

A expectativa de lucros futuros da empresa é fundamental, pois é com base nela que os investidores se planejam para receber seus dividendos. Por isso, esta expectativa é muito importante. Ela influencia o preço que o mercado dá para um ação.

O conceito de valor de acordo com Benjamin Graham

Quem foi Benjamin Graham - Preço e valor - Seu Guia de InvestimentosPara Benjamin Graham, uma empresa tem valor quando ela gera valor, ou quando seus ativos realizáveis no curto prazo sem dívidas apresentam expectativas reais de fluxos de caixa futuros. Isso quer dizer o segredo para identificar boas oportunidades de investimento é identificar ações que estejam momentaneamente subvalorizadas. Este conceito é muito importante.

É através dele que é possível a ideia de investir em valor: identificando ações que apresentem potencial para aumentarem de preço e gerarem valor (que para o acionista, significa também o recebimento dos dividendos). 

Três pilares do investimento em valor criados por Benjamin Graham

A ideia de que valor e preço de uma ação são coisas diferentes é a base das teorias desenvolvidas por Benjamin Graham e que hoje são utilizadas por muitos bilionários que investem na Bolsa de Valores. De modo geral, suas ideias podem ser resumidas em três conceitos chaves:

1. É preciso sempre investir com uma margem de segurança: isso quer dizer que, como o mercado financeiro muitas vezes gera distorções entre preço e “valor justo” de uma ação, existem sempre oportunidades para comprar ações “baratas”. E para Bejamin Graham, o importante não é só comprar ações baratas, mas também comprar ações dentro de uma margem de segurança – um desconto significativo com relação ao seu valor intrínseco. Dessa forma não só é mais fácil gerar grandes retornos como também é possível minimizar os riscos de variação nos preços da ação. Graham ficou famoso pela frase “comprar uma nota de $1 Dólar com uma moeda de $50 centavos”.

2. O investidor inteligente deve procurar lucrar com volatilidade dos mercados: De acordo com Benjamin Graham, ao contrário do que muitos pensam, mercados em queda são mercados cheios de oportunidades. De acordo com ele, as crises também são momentos de pessimismo exagerado e momentâneo, em que o preço das ações reflete de forma um pouco distorcida, a real condição das empresas. Para Graham, o mercado, ou “Sr. Mercado” age muitas vezes de forma irracional, aumentando ou diminuindo o preço das ações quando teme algum acontecimento mais grave. Por esse motivo, uma das mais importantes regras do investidor em valor é nunca deixar que as emoções influenciam as suas decisões de comprar ou vender uma ação.

3. O investidor inteligente precisa saber qual é o seu perfil

Para Benjamin Graham existem dois perfis de investidores: os investidores ativos e os passivos. O investidor com perfil “ativo” ou “agressivo”, seria aquele que tem o conhecimento e as condições necessárias para identificar e aproveitar as oportunidades de compra ou venda que o mercado financeiro apresenta. Porém, as oportunidades que Graham enxergava não eram oportunidades de especulação com preços (comprar na baixa pra vender na alta). As oportunidades que Graham apontava eram as de comprar ações que valiam muito mais do que o seu preço de mercado, e fazer um investimento tornando-se um sócio da empresa por longos períodos de tempo. A idéia de Benjamin Graham era de que um bom investimento só faz sentido quando ele gera lucros no longo prazo. Com base nessa ideia é que os investidores “ativos” deveriam tomar suas decisões de comprar ou vender uma ação.

Um investidor com perfil “defensivo” ou “conservador” seria aquele que não teria as condições de se posicionar, ou seja, tomar estas decisões de compra ou venda. Neste caso ele poderia obter ganhos menores com investimentos mais seguros, ou com especulações de preços.

Pra saber mais sobre a técnica de investimentos de Benjamin Graham, leia meu artigo que ensina a técnica clicando aqui!

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Vamos ajudar a educação financeira atingir todos que estão à nossa volta! E deixe um comentário, pois essa troca é muito positiva!

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:

Recomendo a leitura:

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

20 comentários

  1. Marcos R. C.

    Gostei do artigo Gisele, não conhecia este grande investidor e ele parece bem importante pra quem quer aprender a investir! Obrigado pelo artigo!

    • Gisele

      Que bom que gostou do artigo Marcos!

      Estou preparando artigos sobre outros grandes investidores!

      Continue acompanhando! Abraços!

  2. Geraldo Antonio dos Santos

    Gisele, eu li este artigo sobre Benjamin Graham e sinceramente nao o conhecia. Estou agora me interessando por investir em ações e nao conhecia esse investimento em valor que você fala.
    Voce pretende falar mais sobre isso no seu site?

    • Olá Geraldo!

      Estou preparando uma seção de artigos sobre Investimento em valor (ou value investing) para publicar aqui no site, e ajudar as pessoas a aprenderem como investir utilizando esta filosofia de investimento. Muitos bilionários de hoje alcançaram fortuna atraves desta filosofia.

      Vou publicar estes artigos em breve. Obrigada pelo comentário!
      Abraços!

  3. Gildson Ricardo

    Boa tarde, primeiramente parabéns pelo sitio, gostei da apresentação e das matérias encontradas, alem da redação ser simples e clara.
    Quanto ao Graham, utilizo como forma de guia a “formula mágica”, porem existe muitos mais complexa e completa é os 10 criterios divulgados em 1970 por Graham basado no livro O Investidor Inteligente.
    Procuro meios para dispor dos dados,e planilha-los, rankea-los, para poder visualizar as oportunidades no mercado brasileiro

    • Olá Gildson! Obrigada pelo seu comentário no site!

      Que bom saber que há investidores conscientes como você utilizando os conhecimentos do Ben Graham pra investir em ações aqui no BR. Eu adiciono outros indicadores além do ROE e P/L na utilização dos conhecimentos do Joel Greenblat e Graham, pra complementar a análise, como indicadores de endividamento e caixa. O mais dificil eu acho também é ter informação fácil e disponível, ficar tratando informação é muito trabalhoso…
      Abraços!

  4. Misael

    Olá Gisele.
    Como pequeno investir estou estudando o conceito do Benjamim Graham sobre investimento em valor.
    Gostei muito do novo plano de apresentação do site.
    Que deus te abençoe a cada momento.

    • Olá Misael!
      Agradeço seu comentário e sua participação no site!
      Vale a pena ler os livros do Benjamin graham, principalmente “O investidor inteligente”, que apesar de ter sido escrito a tanto tempo, possui conteúdo bastante atual! Abraços e fique com Deus!

  5. Gean Oliveira

    Gisele, tudo bem?

    Estou terminando a leitura do Investidor Inteligente, e como é de seu conhecimento, nele o Graham dá dicas de muitos sites onde podemos buscar informações (morningstar, cnn, yahoo finance, guia de acoes da S&P e por aí vai). No seu comentário acima, você menciona a dificuldade de encontrar estes dados.

    Confesso estar perdido em encontrar estas informações para as empresas aqui no Brasil. Quando vejo que o Graham considera uns 20 anos para ter acesso às empresas que podemos utilizar, não sei se temos este tipo de dado por aqui.

    Alguma sugestão que venha a facilitar nossos filtros?

    Agradeço antecipadamente.

    • Olá gean!

      Muito boa sua pergunta! O método do Graham precisa ser adaptado pra nossa realidade. Eu acho, dependendo do caso, entre 5 a 10 anos já está mais que suficiente. O mais importante é tentar identificar pra onde a empresa vai daqui pra frente. Minhas sugestões de lugar pra você achar os dados são: o site fundamentus que possui muitos dados já trabalhados,o site do infomoney (procura a parte de indicadores de ações) que agora tem uma plataforma com dados prontos, inclusive indicadores fundamentalistas, e o site da bovespa. Eu utilizo esses três. Geralmente eu ja entro no site da bovespa e pego os itens que eu preciso pra análise. Eu já tenho uma planilha pronta com a estrutura da análise que eu vou fazer, então eu só colo nela os dados que preciso…

      Espero ter te ajudado… sei que não é fácil este trabalho, mas a gente chega la! Abraços!

      • Gean Oliveira

        Gisele, obrigado.

        Tenho homebroker, mas não identifiquei se eles compartilham estas informações – de qualquer forma vou verificar também.

        Esta planilha que você utiliza, pode ser compartilhada?

        Tudo de bom, e parabéns pelo blog.

        • Olá Gean!

          Não sei como funcionam muitos homebrokers, pois de experiência pessoal somente posso falar do da corretora Rico, e o da corretora do BTG. Eu uso uma planilha que eu mesma desenvolvi mas confesso que ela é um pouco confusa porque eu faço diversos cálculos e acho que preciso dar uma organizada nela pra disponibilizar para os leitores. Vou pensar em algum tipo de planilha que eu possa disponibilizar pra ajudar sim!
          E fique a vontade pra dividir suas dúvidas sobre investimentos e experiências com ações!
          Abraços e fique com Deus!

  6. Gean Oliveira

    Temos a mesma corretora, também trabalho com a Rico. Queria conversar contigo sobre o livro e quem sabe te dar algumas idéias que tenho sobre automatizar a planilha, colocando as informações e assim chegando à definição (ou melhor, sugestão) ou não de investimento.

    Um abraço e obrigado.

    • Olá Gean!
      Legal, você pode me mandar as idéias para meu livro (o meu ebook) que serão muito bem-vindas. Com relação à planilha, eu vou pensar em algum tipo que dê pra disponibilizar para os leitores do site, e que seja simples e fácil de entender. Vou mandar email pra você pra você me dar algumas dicas de automatização :-).
      Obrigada, e abraços!

  7. Brunno

    Boa noite Gisele! Primeiramente gostaria de parabenizar pelo site, muito bom mesmo. Conheci agora e já gostei. Outra coisa que percebi que quem fez isso tudo foi uma mulher, nossa que top! [Não sou machista, só fiquei fascinado com isso]. Gisele, tenho 20 anos e sou novo nesse mundo enorme de bolsa de valores. Sou novo, mas não 100% “cru” kkkk. A primeira vez que vi a bolsa de valores, gostei muito, só que ainda tenho muitas duvidas, e são elas que me impedem de avançar, sendo assim, gostaria de saber se tem como conversarmos melhor? Obrigado. Beijos!

    • Olá Bruno!

      Fico feliz que tenha gostado dos artigos do site!
      Eu tenho vários artigos aqui no site que visam ensinar os iniciantes sobre como funciona o investimento em ações. Dá uma olhadinha, pois sei que tem muito conteúdo que pode te ajudar! Eu sugiro que você comece com meu mini-curso Como Investir Em Ações.
      O principal canal de contato comigo é através dos comentários do site, pois assim eu consigo responder suas dúvidas, que inclusive podem ser as mesmas dúvidas que muitas outras pessoas tenham. Se você deixar seus comentários nos artigos relacionados à sua dúvida eu consigo te ajudar, e ajudar outros leitores também! Aproveite os artigos, e pode ficar a vontade pra perguntar sobre os assuntos que interessam nos artigos que você gostar :-)!
      Abraços!

  8. Muito bom o seu artigo Gisele! Sou investidor e meus investimentos são 100% baseados em value investing… e o resultado tem sido ótimo nos últimos anos.

    • Olá Eduardo!

      Que bom que você investe através do value investing! Eu também, mas tenho um pequeno valor guardado só para as especulações e pequenos trades de 1 mês a 1 ano, que também geram bons ganhos!

  9. JACKSON ANTUNES ROSA SANTOS

    Sábias palavras do mestre do mestre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *