Home / Dicas para iniciantes / Conceitos básicos sobre como investir III: juros

Conceitos básicos sobre como investir III: juros

Conceitos básicos sobre como investir dinheiro - juros 2- Seu Guia de Investimentos

Este artigo faz parte da série “Conceitos Básicos Sobre Como Investir”! No artigo de hoje vou ensinar tudo sobre como funcionam os juros nos investimentos!

Antes de começar, uma dica importante: se você quiser aprender sobre o investimento em ações, baixe o meu e-book “Guia 3 Passos Pra Investir Em Ações”, clicando aqui.

Juros: o preço do dinheiro no mercado financeiro

No artigo anterior você aprendeu como a inflação é importante para quem está investindo. Agora quero te mostrar o que são e como funcionam os juros nos investimentos e no mercado financeiro.

Como os juros são o preço do dinheiro, tudo no mercado financeiro gira em torno dos juros. Imagine que os juros funcionam mais ou menos como o pagamento do aluguel de uma casa. A casa que você estaria alugando é o dinheiro que você coloca em algum investimento. Os juros são o aluguel. Só que quando alugamos uma casa, devolvemos ela no final. No caso dos investimentos, a devolução é feita junto com as prestações aos poucos. As vezes, essa devolução também pode ser feita no final igual ao aluguel da casa. Isso é comum por exemplo com os títulos públicos (Tesouro Direto).

Aprenda como calcular os juros da maneira certa

Como você viu, juros são como pagamentos de aluguel pelo empréstimo do dinheiro. Ou seja, os juros são o preço do dinheiro no mercado. Para calcular os juros da maneira certa pense que existem duas partes no cálculo:

  • Montante: é o dinheiro que vai gerar os juros. Também é chamado de “principal”. É o valor maior que será investido ou sobre o qual os juros estão incidindo.
  • Juros: são um percentual do “montante” ou “principal”, que vão sendo gerados periodicamente. São o “aluguel” do dinheiro.

Exemplo: se você emprestou R$ 1.000 para um amigo por um ano, e decidiu cobrar 10% ao ano pelo empréstimo, o “montante” ou “principal” são os R$ 1.000 emprestados. Os juros serão os R$ 100 (10% de R$ 1.000) que seu amigo vai te pagar pelo empréstimo dos R$ 1.000, além de devolver o valor do principal pra você ao final do ano.

Tipos de juros: juros simples e juros compostos

Saber como os juros são calculados é muito simples e importante para quem quer investir. Por isso quero te ensinar sobre a maneira como os juros são calculados nos investimentos. Existem dois tipos de juros: os juros simples e os juros compostos. Aqui no Brasil a grande maioria dos investimentos tem a sua rentabilidade baseada nos juros compostos. Quero mostrar a diferença entre os juros compostos e os juros simples. O cálculo destes dois tipos de juros é muito fácil. 

O cálculo dos juros simples

Veja este exemplo: pense que você vai emprestar R$ 1.000 reais a um amigo, por um ano. Você vai cobrar pelo empréstimo um juros de 1% ao mês, em juros simples. Como você está entregando os R$ 1.000 para o seu amigo em janeiro, e vai receber o primeiro pagamento dos juros em fevereiro, você vai receber os juros por 11 meses exatamente (de fevereiro – quando ocorrerá o primeiro pagamento pelo seu amigo, até dezembro). Como ficaria a conta? Veja no diagrama abaixo representando o fluxo de caixa deste empréstimo:

Conceitos básicos sobre como investir dinheiro - juros simples - Seu Guia de Investimentos

Fluxos de caixa são muito utilizados no mercado financeiro. Eles são uma representação gráfica que ajuda a entender todo tipo de investimento. No fluxo, as setas que estão para baixo indicam as saídas de dinheiro – nesse caso o dinheiro que você emprestou.

Estas mesmas setas também podem representar prejuízos e todo tipo de dinheiro que venha a sair do seu bolso. As setas que estão apontadas pra cima representam toda entrada de dinheiro – neste caso os juros de R$ 10 ao mês que seu amigo está te pagando. Veja que no caso dos juros simples os 1% incidem sempre sobre o montante de R$ 1.000, eles não se acumulam.

O cálculo dos juros compostos

O cálculo dos juros compostos é um pouco diferente. Vamos pensar neste mesmo exemplo, que você pretende emprestar R$ 1.000 a um amigo, mas vai cobrar 1% ao mês pelo empréstimo, capitalizando os juros de forma composta. Veja como ficaria o cálculo do empréstimo no diagrama abaixo:

 Conceitos básicos sobre como investir dinheiro - juros compostos - Seu Guia de Investimentos

Os 11,56% são a taxa de juros deste empréstimo anualizada. Ela é o resultado da seguinte conta: 1% em capitalização composta por 11 meses. A capitalização serve para calcular os juros sobre juros durante qualquer período. Para realizar o cálculo dos juros compostos é só utilizar a fórmula:

Conceitos básicos sobre como investir dinheiro - formula dos juros - Seu Guia de Investimentos

No nosso exemplo a conta ficaria assim:

Conceitos básicos sobre como investir dinheiro - juros do exemplo - Seu Guia de Investimentos

Qual é a importância dos juros nos investimentos?

Os juros, como eu disse antes, são o preço do dinheiro no mercado financeiro. Mas além disso eles também são um importante termômetro de dois fatores importantes no mercado financeiro:

  1. As condições econômicas do nosso país;
  2. O perfil de risco do investimento em questão.

Os juros que são pagos por investimentos de renda fixa, de modo geral, refletem as condições da nossa economia. Isso porque todo e qualquer investimento de renda fixa vai ser sempre balizado pelas Taxas Selic ou Taxa CDI. Ou seja, se o Governo e as empresas esperam que no Brasil a Taxa Selic fique em 11% ao ano (esta foi última projeção feita pelos analistas do Banco Central para 2014), então maior parte dos investimentos de renda fixa pagará juros sempre próximos a este percentual.

Juros: o termômetro da economia e dos riscos dos investimentos

Os juros também são um importante termômetro do risco do investimento, e das condições da nossa economia. A taxa de juros que rege a economia brasileira chama-se Taxa Selic, e é regulada pelo Banco Central através do Comitê de Política Monetária. Leia mais sobre a Taxa Selic neste artigo.

Quando você está investindo, a primeira coisa em que presta atenção é nos juros que o investimento vai pagar. Quanto mais altos forem os juros prometidos, mais arriscado um investimento é. O risco é a probabilidade da taxa de retorno prometida pelo investimento ser inferior à prometida.

No próximo artigo vou explicar tudo sobre os riscos nos investimentos!.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Vamos ajudar a educação financeira atingir todos que estão à nossa volta! E deixe um comentário, pois essa troca é muito positiva!

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:


&nbsp
Artigos da Série Conceitos Básicos sobre Como Investir:

  1. O que é investir: aprenda a colocar os investimentos na perspectiva certa
  2. A importância da inflação nos seus investimentos
  3. A importância dos juros nos seus investimentos (Você está aqui)
  4. Os Riscos dos investimentos
  5. Custos de transação dos investimentos 

*Novos Artigos*: acesse a página principal e leia os novos artigos e as melhores notícias sobre investimentos

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *