Home / Dicas para iniciantes / Tesouro Direto ou Renda Fixa Privada – o que é melhor? [Respondendo dúvidas|2]

Tesouro Direto ou Renda Fixa Privada – o que é melhor? [Respondendo dúvidas|2]

Ola, neste artigo vou dar continuidade a série de posts que vão responder dúvidas de leitores. E uma dúvidas que sempre me mandam é: o que é melhor – investir na renda fixa privada ou no Tesouro Direto? A idéia deste artigo é ajudar você a refletir e tirar suas próprias conclusões. Tudo vai depender das suas necessidades. Então vamos ao que interessa!

Se você ainda não baixou o meu ebook SUPER técnica de Investimentos, [clica aqui]!

TESOURO DIRETO: o melhor investimento da renda fixa?

Diariamente recebo perguntas sobre leitores que pensam que o Tesouro Direto é o melhor investimento da renda fixa. Será que o TD é mesmo o melhor investimento da renda fixa? Como sempre falo nos artigos, tudo depende de suas necessidades, perfil e objetivos. É o que eu vou explicar agora.

Rentabilidade real do Tesouro Direto

Pra entender qual investimento é melhor, Tesouro Direto ou renda fixa privada, vamos primeiro analisar os custos de cada um. Os custos de transação tem um peso muito grande na decisão de escolher um investimento ou outro, pois eles podem reduzir muito sua rentabilidade.

Os custos no Tesouro Direto são basicamente três: custódia de 0,30% ao ano, Imposto de Renda e mais algum outro custo relacionado à corretora que você escolher. Há corretoras que não cobram nenhuma taxa para realizar as compras de títulos pra você, mas não são todas. Pra ficar mais claro vamos pensar num título do Tesouro Direto Pré-fixado. Veja abaixo as características dele:

 

Investimento: Tesouro Pré
Prazo do Investimento: 2 anos
Resgate antecipado: Não
Custos  
Taxa Compra 12,70%
Custódia 0,30%
IR 17,50%
Rentabilidade final 10,44%

Acima você pode ver, que neste caso, a rentabilidade anual líquida do título ficou em 10,44%, quando descontamos os custos. Se compararmos essa rentabilidade com a taxa CDI do momento em que escrevo o artigo (13,73% ao ano), seria equivalente a dizer que o Tesouro Préfixado renderia 76,03% do CDI.

Agora vamos comparar esses números com alguns títulos da renda privada.

Rentabilidade real de investimentos de Renda fixa privada

Abaixo eu montei um comparativo de alguns títulos com rentabilidade líquida, veja a diferença entre as rentabilidades:

Título Garantia do FGC Taxa Prazo Custos IR Rentabilidade líquida
LCI Banco Máxima Sim 101% do CDI 2 anos Não há Isenta 13,87%
LCI Banco PAN Sim 93% do CDI 1 ano Não há Isenta 12,77%
Fundo de Investimento DI Sim 12,06% 2 anos Não há 17,50% 9,95%
Debênture(Cielo – CIEL14) Não 105,8% do CDI 2 anos Não há 17,50% 12,23%

Acima você pode ver que, quase todos investimentos da renda fixa tem rentabilidade superior ao do Tesouro Direto. Porém, veja como os prazos são curtos. Eu escolhi propositalmente títulos de curto prazo para comparar com o Tesouro Préfixado, que também tem curta duração.

Conclusão

Nem sempre o investimento no Tesouro Direto pode ser a melhor opção. Você precisa analisar os custos de transação, a liquidez do título, os riscos. Somente depois disso você poderá escolher o investimento mais adequado pra você. No caso que mostrei acima o Tesouro Direto se apresentou menos rentável que a renda fixa privada. O que vai dizer se você deve investir nesses títulos é a análise que acabei de falar. No meu ebook SUPER técnica de investimentos eu falo sobre a técnica e o tipo de análise que você precisa fazer pra escolher investimentos mais adequados pra você. Você pode utilizar as técnicas que ensino ou não, o importante é saber que nem sempre o que é bom para um investidor poderá ser bom pra você também. Tudo vai depender das suas necessidades.

Recomendo a leitura:

Me ajude a divulgar este artigo :-)! Compartilhe com seus amigos:

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

10 comentários

  1. misael

    Muito obrigado por mais um artigo.
    Mas para o pq investidor, o TD começa com quantias pqs, direfentes do LCI para começa tem quantia elevada. O fundo de investimentos tem aindas os custos adm. e tb tem um começo meio e tem que estuda para os fundos para nao ter rendimento pior que da poupança.
    No caso das Debêntures nao posso fala ainda por nao ter estudado ainda.
    Falando somente de rentabilidade as LCI E LCA sao ótimos investimentos, mas para começa a investir é elevado demais para os pqs investidores.( obs: na minha opiniao).
    Pesquises primeiro os investimentos txs adm, IR ( se houve). Para nao fica reclando depois que fez o investimento errado.

    • Ola Misael!

      Que bom que gostou do artigo! Espero continuar contribuindo com meus artigos pra ajudar todos investidores!

      Abraço!

      • Gustavo

        Ola Gisele.
        Primeiramente parabéns por todo seu conhecimento.
        Prazer meu nome e Gustavo e tenho 16 anos. Venho estudando o máximo que posso sobre investimento, e gostaria de algumas dicas sua se possível.
        Gostaria de começar a investir por ser novo, tenho conhecimentos básico mais ainda estou um pouco perdido.

        Se puder me ajudar, ficarei muito grato.

        • Olá gustavo!

          Pode postar suas dúvidas aqui que vamos trocando conhecimentos! Assim ajudamos também outros leitores!
          ABraços!

          • Rafael arruda

            Boa noite Gisele. Me tire uma dúvida. Quando você compara as LCIs com o TD , temos que a base para a rentabilidade das LCIs são o CDI, mas esse indicie varia com o tempo. A pergunta é, o rendimento é sobre a média da CDI no período ou aquele CDI no ato do investimento ou do resgate?
            Desde já agrado sua atenção

            • Olá Rafael!

              O rendimento é acumulado diariamente pelo taxa DI do dia. No resgate você já vai ter o capital corrigido pela a taxa DI diária deste a data início da aplicação.

              Abraço!

  2. Boa noite, Gisele! Que artigo maravilhoso! Curto e direto!! Eu gostaria de saber se vale a pena fazer depósitos mensais em Tesouro Direto em valor baixo (ex: R$ 500,00 ou R$ 1.000,00). Todos os depósitos que eu fizer mensalmente se somam e o rendimento ocorre sobre o valor total ou é a partir da data de cada depósito sobre aquele valor depositado? Se for tal como CDB/LCI/LCA, então vale mais a pena eu guardar dinheiro e depositar/investir uma quantia maior (ex: R$ 5 ou R$ 10 mil de uma vez). Teria como me responder esses questionamentos, por gentileza? Obrigado. Parabéns pelo site!! Ele é uma verdadeira “aula de finanças”.

    • Olá Marcelo,

      que bom que gostou do artigo. Quando você investe em tesouro direto, você compra titulos, que possuem um preço de mercado. Então, eles não são cumulativos. Cada compra se refere a uma unidade (ou um pedaço) de um titulo. Na verdade o ideal seria investir todos os meses se você tiver essa disponibilidade,e não aguardar até ter um montante, pois se você investir a cada mês, cada fração investida irá render os juros do investimento escolhido. Você pode investir em fundos de investimento ou titulos privados, ou tesouro direto, ou até ações, mensalmente. Tudo depende do seu perfil, do que mais gosta, da sua aversão ao risco. Eu invisto todos os meses em fundos e titulos privados para um determinado fim, e ações com outro fim. Então tudo depende dos seus objetivos. Mas o ideal é investir todos os meses se você puder.

      • Show de bola, Gisele!!!! Obrigadíssimo pela resposta!! Nota-se que tu dominas a matéria. Grato por dividir tamanho conhecimento com os internautas. Abraço. Sucesso!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *