Home / Grandes Investidores / A técnica de investimento de Benjamin Graham

A técnica de investimento de Benjamin Graham

tecnicas de investimento de benjamin graham - Seu Guia de InvestimentosNo artigo de hoje você vai aprender como funciona a técnica de investimentos de Benjamin Graham, oque foi divulgada através do livro “O Investidor Inteligente”!

Antes, baixe o meu e-book “Guia 3 Passos Pra Investir Em Ações”, clicando aqui.

Algumas palavras sobre a técnica de Benjamin Graham

Benjamin Graham é o “pai” da filosofia de investimento em valor. Investimento em valor, buy and hold, value investing, são todos termos utilizados pra designar o tipo de investimento feito por quem compra ações e aposta nos ganhos no longo prazo, e não apenas na diferença entre preços de compra e venda. Apesar das técnicas de Graham terem sido desenvolvidas a mais de 40 anos atrás, muita coisa ainda pode ser aproveitada! Dá uma olhada!

Para Benjamin Graham, o ideal é ter retornos acima da média

Hoje em dia, sabemos que uma das maneiras de conseguirmos avaliar o rendimento de uma ação, além de acompanhar as variações no preço, é compararmos com um benchmark. É muito comum ouvirmos na televisão, ou vermos nos jornais comentários do tipo: “O índice Ibovespa caiu 3% hoje”, ou “O Ibovespa subiu 2,5%”. O índice Ibovespa (principal bolsa de valores brasileira), além de refletir a média  da oscilação do preço de todas ações comercializadas, também serve como um parâmetro pra sabermos (na média), quanto o mercado está rendendo. Se alguém comprar todas as ações que são medidas pelo Ibovespa, na mesma proporção do índice, teria o mesmo resultado que o índice Ibovespa. Então, não é difícil conseguir um retorno mediano. Graham sabia desse fato. Para ele, qualquer investidor seria capaz de montar uma carteira que refletisse o mercado (que no nosso caso, podemos considerar como sendo o Ibovespa). Porém, o que realmente conta são resultados acima do Ibovespa. Então, como conseguí-los?

Estratégia de investimento para o Investidor Defensivo: montando a carteira de investimentos

tecnicas de investimento de Benjamin Graham- Seu Guia de InvestimentosGraham acreditava que pequenos investidores, com um pouco de informação e pesquisa, poderiam escolher boas ações para montarem investimentos de longo prazo, com rentabilidade acima da média. Veja abaixo quais seriam as regras sugeridas por Graham, para montar uma carteira de investimentos com retornos acima da média:

  • Composição da carteira: 50% da carteira deveria ser composta por títulos de renda fixa de primeira linha (aqui no Brasil, podemos considerar os títulos do Tesouro Direto como de primeira linha), e os outros 50% deveriam ser compostos por ações de boas empresas. Há variações desta combinação dependendo do grau de aversão ao risco do investidor, chegando a 25%/75% de cada tipo de investimento;
  • Periodicidade do investimento: Graham recomenda que o investidor utilize a técnica “dollar-cost averaging“, que consiste em investir em intervalos regulares de tempo (por exemplo: todo mês um mesmo volume);
  • Total de ações: Graham sugeria um total de ações de empresas variando entre 10 e 30. Quero deixar minha opinião sobre esse tema pois acredito que mais do que 10 ações diferentes dificulte o acompanhamento pelo pequeno investidor. Eu mesma prefiro algo entre 7 e 12 ações no máximo, pois com a vida corrida que temos, fica difícil acompanhar tantos negócios diferentes em pouco tempo.

Veja a continuação deste artigo clicando aqui!

Recomendo a leitura:

 

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:


[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

2 comentários

  1. Misael da Silva

    Olá Gisele.
    Mas um artigo de grande valor para os pequenos investidores como eu, estou lendo e a cada página e um ensinamente diferente. Estou lendo com calma, pois o serviço dificultada a leitura e a compreensao.
    Mas nao deixo de ler.
    Para mim quando ele fala em 20 ou 30 ações diferentes é porque nos Estados Unidos existem deais de 500 empresas. Mo Brasil é quase 400 empresas, mas se fizer uma pesquisa ( filtra as empresas), fica pelos menos umas 70 empresas pensa em investir ou fazer um estudo mais detanhado para depois quere investir. Despois de fazer sobra pelos menos 30 empresas. Mas 30 empresas sao difícil de controlar.Este o meu ponto de vista.
    Estou ansioso que cada dia que leio aprendo mais e mais.
    Muito obrigado.
    Fique com Deus.

    • Olá Misael,

      Que bom que está gostando dos artigos! Realmente há diferenças entre o mercado de ações brasileiro do mercado de ações americano. E concordo com você, muitas ações de diferentes empresas na carteira tornam o acompanhamento difícil e trabalhoso. Eu prefiro também menos ações, de modo que de pra acompanhar bem o que acontece com cada empresa…
      Um grande abraço e fique com Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *