Home / Mini-cursos / Estratégias de Investimento em ações [Mini-Curso|5]

Estratégias de Investimento em ações [Mini-Curso|5]

Mini Curso Como Investir em acoes 5 - Investindo em acoes e estrategias - Seu Guia de InvestimentosNo artigo de hoje você vai aprender como investir em ações e as estratégias de investimento em ações, e por que você precisa de uma pra começar a investir em ações. Esse é o 5º artigo do Mini-Curso “Como Investir em ações”. 

Estratégias de investimento na bolsa de valores

O investimento em ações é muito diferente dos investimentos da renda fixa, e de outros investimentos de renda variável. As ações requerem atenção diferenciada. O investidor não pode comprar uma ação e esquecer que ela existe, esperando os juros caírem na conta. Mas, o investimento em ações também não é nada tão complexo que um pouco de estudo não solucione.

O importante pra investir em ações e ter uma boa rentabilidade é ter uma estratégia de investimento em que você acredita. Essa estratégia é o que vai determinar como vai ser a sua relação com as ações, e qual será a sua rentabilidade ao longo do tempo.

São duas as principais estratégias pra se investir em ações: especulação no curto/médio prazo, e investimentos em valor no longo prazo (conhecido como buy-and-hold). Tem também o investimento consistente no longo prazo, onde o investidor compra as ações da empresa que interessam a ele, sem se importar tanto com o preço. Há também o trade de valor. Vou falar sobre tudo isso num artigo futuro.

O mais importante agora é entender que você precisa ter uma estratégia pra investir em ações. Pra entender porque é preciso ter uma estratégia, vamos ver no detalhe como funciona cada uma destas estratégias de investimento em ações que citei anteriormente.

O que é a estratégia de especulação com ações?

Especular é buscar ganhar com as diferenças entre preços de compra e venda das ações. Quem especula aposta em tendências. A análise técnica é a ferramenta que permite identificar as tendências. Ela organiza os dados que estão disponíveis no mercado sobre as ações  e os transforma em indicadores que podem indicar a existências de tendências e de oportunidades de realizar trades.

Os indicadores da análise técnica tem basicamente 3 funções: alertar, confirmar ou prever tendências. Existem 5 tipos de indicadores, com base no tipo de dado utilizado pra sua formação:

  • Indicadores de médias: média móvel simples e exponencial
  • Indicadores de Volume: acumulação/distribuição, oscilador de Chaikin, On Balance Volume;
  • Indicadores de Volatilidade: Bandas de Bollinger, canais de preço, Amplitude de variação e canais de Keltner;
  • Indicadores de tendência: MACD (convergência ou divergência de médias móveis); Aroon, SAR parabólico (Stop and Reverse parabólico) e o Índice de Movimento Direcional;
  • Indicadores de momento: Trix, índice de força relativa, estocástico.

Tudo isso é utilizado basicamente pra poder analisar as tendências e enxergar onde existe oportunidade pra montar um “trade“, que é uma transação de compra e venda da ação, que também pode ser feita utilizando derivativos de ações como as opções de compra e venda, e com o aluguel de ações.

Os trades mais realizados com análise técnica são:

  • Day trade: transações que duram 1 dia. Pra fazer esse tipo de transação o investidor precisa analisar os gráficos intraday em tempo real.
  • Swing Trade: transações que duram entre 1 semana e meses (ou até anos). Aqui o investidor analisa o gráfico diário;
  • Position Trade: transações que podem durar meses, ou até anos. Neste caso o investidor analisa gráficos com dados semanais das ações.

Vantagens e desvantagens DA ESPECULAÇÃO com análise técnica

Uma desvantagem da especulação com ações é que não existem garantias de que as tendências mostradas pela análise técnica se concretizem. No mercado de ações existem muitos acontecimentos que geram oscilações no preço, e que conseguem ser detectados pela análise técnica. Mas existem também muitos movimentos que fogem dos padrões.

Por esse motivo, quem investe especulando no curto prazo precisa equilibrar ganhos e perdas, que são naturais pra quem faz trades. Também é preciso dedicar tempo pra acompanhar o mercado, e no começo, ter consciência de que algumas perdas vão fazer parte do aprendizado.

Existem investidores de curto prazo que conseguem ter grande sucesso com investimentos na bolsa, mas são poucos casos. Outro ponto também é que existem poucas fontes de informação falando sobre análise técnica aqui no Brasil que não estejam vinculadas à corretoras ou à venda de cursos ou materiais didáticos. Existem também poucos livros em português falando sobre análise técnica que mostrem o conteúdo com profundidade.

A vantagem deste tipo de investimento é o retorno no curto prazo.

Estratégia de investimento no longo prazo (buy and hold)

Outro tipo de estratégia de investimento em ações é o investimento de longo prazo. Esse tipo de investimento tem como base a análise dos fundamentos da empresa. Essa análise permite que o investidor escolha ações de empresas que tenham uma melhor expectativa de resultado futuro. O resultado deste tipo de investimento depende de:

  • Preço da ação ao longo do investimento
  • Dividendos e outras bonificações recebidas pelo investidor

O preço das ações é um indicativo de como o mercado avalia o futuro da empresa. Se o mercado acredita que a empresa terá um desempenho consistente, então o preço deverá subir ao longo do tempo. Se o mercado não acredita que a empresa não terá bom desempenho, então o preço da ação vai refletir esta expectativa, caindo com o tempo.

Mini Curso Como Investir em Ações - Estratégias de Investimento p I - bull e bear market - Seu Guia de Investimentos

O mercado, que é a soma de todos os investidores que o compõem (que são investidores individuais, institucionais, governamentais e etc), analisa as informações divulgadas pelas empresas em seus balanços trimestrais e anuais, e todas informações que estão disponíveis no mercado, pra poder ter essa expectativa. As perspectivas para a economia também influenciam o modo como o mercado enxerga as empresas, e isso pode fazer com que o mercado seja ainda mais otimista ou pessimista com relação à uma determinada ação. E isso é o que os grandes investidores, como Ben Graham, chama de “humor do senhor Mercado”.

Os investidores americanos criaram dois termos pra falar de quando o mercado entra em alta ou queda influenciados pela economia: “bull market” e “bear market“. Bull market acontece quando a economia está favorável e o preço das ações em geral está em alta. O bear market é o contrário, e acontece quando há crises econômicas que afetam o preço das ações fazendo com que eles caiam.

No próximo artigo continuarei falando sobre bear e bull market, como isso afeta o investimento no longo prazo, e as vantagens e desvantagens de se investir em ações no longo prazo aprofundando o tema Buy and Hold.

Gostou deste artigo do mini-curso “Como Investir em ações”? Compartilhe com seus amigos! Vamos ajudar a educação financeira atingir todos que estão à nossa volta! E deixe um comentário, pois essa troca é muito positiva!

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:

Artigos deste Mini-Curso:

Outros artigos relacionados:

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

11 comentários

  1. Misael da Silva

    Olá Gisele.
    Muito obrigado, por mais um artigo de grande valor, pois o conhecimento é a chave do sucesso.
    Sou do grupo de buy and hold, pois estou apenas no inicio de novo tipo de investimento.( tenho algumas ações que para mim sao boas). Mas estou estudando para aprimora e talvez no futuro se especulador, mas até lá fico semente com rendimento mesmo que seja pouco.
    Gostaria que uma pessoa me incentiva-se a invisti quando era mais jovem.
    Com uma artigos faceis de lê e comprender.
    Muito obrigado.

    • Olá Misael, obrigada por sua participação no site!

      Fico feliz que os artigos estejam ajudando, o tema do investimento em ações pode parecer um pouco complexo e complicado, mas na verdade é preciso só se acostumar com os assuntos, e estudar, e aí tudo fica mais tranquilo! Espero continuar auxiliando-o através dos artigos do site!
      Um grande abraço!

  2. Anderson

    Boa noite Gisele, muito bom seu artigo a praticamente 2 anos tenho tentado aprender tudo o que posso sobre finanças, agora quero diversificar incluindo ações como meta: começarei com buy and hold, swing, e se tiver tempo quem sabe day trade, obrigado por toda instrução que é de grande valor.

    • Olá Anderson, obrigada pela sua participação no site!

      Que bom que agora você quer aprender a investir em ações, o buy and hold é uma das maneiras mais seguras pra se investir em ações, e pode ser aprendido por qualquer investidor, só demanda um pouco de estudo. Já o day trade é um pouco mais complicado e demanda um investimento diário de tempo maior. Desejo boa sorte em sua jornada nestas empreitadas e espero que o site continue sendo de grande valia!
      Abraços!

  3. vanessa rosene

    Boa noite Gisele obrigada pelos seus conselhos valem ouro…estou estudando bastante e gostaria de fazer trader online mas estou no inicio e não sei da onde começar a estudar para fazer uma estrategia que possa me ajudar a obter resultados.tempo faz tive um capital interessante para começar mas infelizmente e por falta de experiência acabei fazendo um investimento em imovel que não andou em bom fim. Mas agora estou intusiasmada a estudar e aprender sempre mas sobre o mercado financiario Parabéns pelo seu trabalho

    • Ola Vanessa! Agradeço sua participação no site!

      Fico feliz que o site esteja ajudando-a. Em breve irei postar muito mais artigos sobre o investimento em ações, e especialmente no investimento em ações no exterior (Estados Unidos e Europa) como alternativas para os investidores pequenos. Espero ajudar com esse conteúdo, pois sei que não existem muitas fontes falando sobre o assunto.

      Agradeço pela confiança! Abraços!

  4. Olá, Gisele. Gostei muito de vários artigos seus, os quais têm-me auxiliado na elaboração da minha dissertação.

    Estou fazendo mestrado em Economia Empresarial na UCAM-RJ. O meu trabalho tem como objetivo a elaboração de um ranking de ações selecionáveis, com a aplicação de um método multicritério, o AHP, desenvolvido por Saaty.

    Este método está baseado nas escolhas que as pessoas precisam fazer na tomada de decisão. Segundo Saaty julgamos alternativas aos pares e hierarquizamos as preferências.

    No meu trabalho, para desenvolver o ranking, construí um modelo a partir de estratégias de ações mais populares entre os investidores conservadores: poupança de longo prazo, renda com dividendos e superação/acompanhamento de um benchmark (no caso o Ibovespa ).

    Como critérios para julgamento das ações utilizei o volume negociado, nível de governança, índice P/L, índice divedend yield e o beta.

    O que vc acha das estratégias e dos critérios de julgamento? Estão alinhadas com o que o mercado usa?
    Esclareço que posso usar muitos por limitações de processamento do modelo, estou usando excel.

    Obrigada, e parabéns!

    • Corrigindo: Não posso usar muitos critérios, pois não estou usando ferramenta complexa. Fiz tudo em excel mesmo.

    • Olá Elaine!

      Mandei um email para você! O que eu souber, vou tentar auxiliar!

      Abraços!

  5. Francisco Freitas

    Boa Noite Gisele,

    Será que você poderia discorrer sobre (IFR) Índice de Força Relativa, na tentativa de esclarecer o possível para os leigos? Exemplos: Como encontrar o IFR de uma ação? O que realmente ele representa? Qual a vantagem de conhecê-lo, para o investidor? Etc.

    • Olá Francisco!

      O IFR é utilizado na análise técnica. Estou preparando um mini-curso em artigos sobre análise técnica para postar no site, e em breve publicarei! abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *