Home / Mini-cursos / Tipos de ações [Mini-Curso|3]

Tipos de ações [Mini-Curso|3]

Mini-curso como Investir em acoes 3 - tipos de acoes por volumes blue chips small caps II - Seu Guia de Investimentos

No artigo de hoje você vai aprender como investir em ações, os tipos de ações, sua liquidez e perfil das empresas emissoras. Esse é o 3º artigo do Mini-Curso “Como Investir em ações”. 

A importância da liquidez e do volume de uma ação

Pra entendermos quais são os tipos de ações que existem, precisamos falar sobre volumes. As ações das empresas, além de todas categorias já faladas no artigo anterior, também são dividas com base na liquidez e volume de negociações (e procura) no mercado. Essas divisões resultam em vários tipos de ações. Existem três tipos de ações tomando essas características que falei como base. Veja na sequência:

Tipos de ações “Blue Chips”: as ações de primeira linha da Bolsa

Ações do tipo “Blue Chips”, ou de Primeira Linha são ações que tem muita liquidez e grande volume de negócios. Também tem muita procura por parte dos investidores por estes tipos de ações. Não existe uma regra formal pra se dizer que a ação de uma empresa “X” seja uma Blue Chip.

Só que em geral, o mercado adota alguns parâmetros pra poder definir isso. De acordo com Adriano Moreno, estrategista da Fundo Investimentos, as ações blue chip tem pelo menos R$ 30 milhões negociados diariamente e captação de recursos superior a R$ 10 bilhões. Alguns exemplos de ações consideradas do tipo Blue Chips são as ações da Petrobrás, Usiminas, Vale do Rio Doce, Bradesco, dentre outras. Essas ações também são negociadas na bolsa de Nova York e possuem ADRs (American Depositary Receipts).

Mas, o que é importante entender quando se fala de tipos de ações ações blue chips? O importante é que esse termo quer dizer que se tratam de ações de grandes empresas, que tem alta liquidez e grande procura, e por isso tem preço maior que de outras que não sejam blue chips. As ações blue chips tratam de empresas já consolidadas e indicam o sucesso de suas operações e da emissão das ações no mercado.

Tipos de ações “Small Caps” e “Mid Caps”: as ações de segunda linha da Bolsa

As ações do tipo “Small Caps” e também “Mid Caps” são ações que tem menor captação (ou capitalização), menor volume de negociações diárias e são de empresas de porte menor que as Blue Chips.

Pra definir estes tipos de ações não existe uma regra formal, mas muitos analistas de mercado adotam o seguinte parâmetro: empresas com captalização próxima a R$ 5 bilhões e volume diário de negociação de R$ 5 milhões. Esses tipo de ações tem menor liquidez na negociação e por isso, em geral, há uma diferença entre o preço da compra e o da venda da ação.

E o que é importante entender quando se fala sobre ações do tipo “Small Caps” e “Mid Caps”? É importante saber que essas ações são em geral de empresas que estão entrando no mercado acionário, que tem pouco tempo na bolsa e que ainda não estão consolidadas nesse sentido.

Também são emitidas por empresas de menor porte, que desejam ampliar suas operações. Porém, como são recém ingressantes no mercado de ações, há pouco histórico de informações sobre suas operações e sobre sua capacidade de gerar caixa. Logo investir em ações do tipo small e mid caps pode ser mais arriscado que investir nas blue chips, porém pode também significar ganhos maiores, já que empresas pequenas tem mais espaço pra crescer do que as empresas que já estão consolidadas.

Tipos de ações de terceira linha: as ações de menor liquidez e maior risco da Bovespa

As ações de terceira linha são de empresas que tem um porte ainda menor do que as ações de segunda linha. A principal característica deste tipo de ação é a baixa liquidez e o menor tamanho das empresas emissoras. Não existe um consenso ou uma regra prática pra definir quais são essas ações. Alguns analistas de mercado consideram que ações que tenham capitalização próxima de R$ 1 bilhão, e negociação diária próxima de R$ 1 milhão podem ser consideradas ações do tipo de terceira linha.

O importante entender quando se fala de ações de terceira linha é que elas são de empresas menores e ainda não consolidadas em suas operações, e que tem um volume de negociação baixo apresentando maior risco ao investidor. O potencial de crescimento das empresas nesse segmento é grande porque elas querem crescer nos mercados em que atuam, e como são pequenas, há espaço para isso.

O problema é que muitas das empresas que se encaixam neste segmento não obtém sucesso em suas estratégias e suas ações acabam até sendo descontinuadas (param de ser negociadas). Por isso o investidor deve ser ainda mais criterioso quando investe nesse tipo de ação. Veja abaixo um vídeo do site InfoMoney, onde Leandro Silvestrini, analista da Intrader DTVM, fala sobre as características desse tipo de ação:

Tipos de ações (Adendo): Mercado Fracionário x Mercado à Vista (lotes-padrão)

Recebo muitas perguntas de leitores, que querem saber mais sobre os tipos de ações, mas ficam com dúvidas com relação às diferenças entre o mercado de lotes padrão e o mercado fracionário. Na verdade, não existem grandes diferenças entre estes dois mercados. O que acontece é que todas as ações que são negociadas na Bolsa de Valores, são comercializadas em lotes-padrão, que podem ser de 1, 10, 100 ou 1.000 ações.

Quando se faz a compra nesse mercado de lotes, o investidor fica limitado a comprar quantidades múltiplas desses valores. Exemplo: as ações da Petrobrás (PETR4) são negociadas em lotes de 100. Logo o investidor  deve comprar em múltiplos de 100, como 200, 300 e etc.

E para comprar em quantidades menores que as comercializadas via lote-padrão? Basta comprar no mercado fracionário. Nesse mercado o investidor pode fazer comprar menores, de por exemplo 7 ações de Petrobrás, ainda que estas sejam negociadas em lotes de 100.

O que diferencia um mercado do outro é que no mercado à vista a liquidez é muito maior, porque há um número maior de investidores, que realizam operações de grandes volumes neste mercado. O mercado fracionário tem uma liquidez bem menor, porque existem menos investidores (quando se compara com o mercado à vista) comprando e vendendo ações em quantidades fracionárias. Isso faz com que os preços de compra e venda tenham maior spread (ou seja, uma diferença maior) do que no mercado à vista.

Você pode consultar no site da BMF&Bovespa o tamanho do lote do ativo/ação que você deseja comprar (ou vender). Você só precisa entrar no site da BM&FBovespa e seguir o passo a passo da imagem abaixo:

Mini-curso como Investir em acoes 3 - Lotes de negociacao de acoes - Seu Guia de Investimentos

Outro ponto importante, é que, quando você for fazer as compras de ações através do home-broker de sua corretora, quando você inserir o nome do ativo na boleta de compra, ele precisa ter a letra “F” no final, pois isso indica que você deseja fazer compras no mercado fracionário. Se você fala direto com a mesa de operação, o operador pergunta se você deseja comprar no fracionário e a quais valores que você deseja comprar (ou vender) no mercado fracionário.

No próximo artigo desta série você vai ficar por dentro de outras características importantes das ações, incluindo as maneiras como elas podem remunerar o acionista investidor.

Gostou deste artigo do mini-curso “Como Investir em ações”? Compartilhe com seus amigos! Vamos ajudar a educação financeira atingir todos que estão à nossa volta! E deixe um comentário, pois essa troca é muito positiva!

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:

Artigos deste Mini-Curso:

Outras Leituras sugeridas:

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

6 comentários

  1. Misael da ssilva

    Olá Gisele.
    Muito obrigado por mais uma aula de ação e as suas diferenças.
    Mas vc poderei fala sobre um poucas das small caps. como ex. de empresas que constitui elas.
    Desde já agradecido.

  2. Misael da ssilva

    Existe algum site que mostra a divisão das empresas BLUE CHIPS, SMALL E MIDS CAPS.
    Bom começo de semana e bom feriado.

    • Olá Misael, obrigada pelo seu comentário no site!

      Olha, além dos critérios que citei no artigo, que alguns investidores usam, não existe uma linha exata que divide small caps de blue chips, mas algumas diretrizes gerais que as pessoas mais ou menos concordam que serve pra identificar umas e outras. A Bovespa tem um índice chamado SMLL que agrupa empresas de menor capitalização, e você pode utilizar ele como referência pra encontrar as small caps. Veja neste link: http://www.bmfbovespa.com.br/Indices/ResumoIndice.aspx?Indice=SMLL&Idioma=pt-BR

      Abraços!

  3. Misael da silva

    Muito obrigado, pela informação.
    Fique com Deus. Abçs.

  4. Renato Martins

    To entrando nesse negocio de investir com corretoras, primeiro vou comprar papeis de TD, mas minha intenção mesmo é especular ações — uma coisa que conclui em meus estudos, é que informações vindas de mulheres são mais sensatas, parece que homens entram em devaneios mais facil, com palavras do tipo “sucesso”, ou “como ter uma aposentadoria confortavel” ou ” como adquirir sua independencia financeira” ou seja, meros devaneios que são ditos por ingenuidade ou com intenção manipular e induzir. Há também o fator “hipocrisia social” ou seja, homem acha que pra falar de finanças precisa estar de terno, ser sisudo e serio, falar de forma fria e arrogante, e perder 10 minutos falando do externo curriculo que possui na tentativa de impor respeito (o que é uma bobagem)
    PS: Sou homem.

    • Olá Renato!

      Fico feliz que meus artigos estejam sendo úteis!

      Acho que vai de pessoa para pessoa, tenho muitos colegas tanto homens quanto mulheres bastante competentes no que se refere ao conhecimento sobre investimentos. Mas, muitos gostam do assunto por conta do glamour que há nesse meio… daí surgem essas situações que você citou. Acontece mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *