Home / Notícias / O resultado as eleições e seus investimentos – III

O resultado as eleições e seus investimentos – III

O Governo Dilma Rousseff e seus investimentos - Dilma Vana Rousseff - Seu Guia de Investimentos

Neste artigo de três partes você vai ficar por dentro de um resumo sobre o atual cenário econômico brasileiro e as expectativas do mercado financeiro após a reeleição de Dilma Rousseff. Você também vai ver qual é a importância disso tudo para os seus investimentos e  vai ficar por dentro das melhores dicas de investimento para este período. Nesta terceira parte do artigo você ficará por dentro dos passos que o Governo poderá dar e como proteger seus investimentos.

A substituição de Guido Mantega do Ministério da Fazenda

O Governo atual recebeu três indicações para um novo Ministro da Fazenda, em substituição ao Guido Mantega. Essas indicações vieram do ex-presidente Lula, o que é negativo para a confiança do mercado, pois é mais uma demonstração de que há uma fonte de poder fora do Governo que pode opinar e determinar os rumos da economia.

As três indicações são:

  • Henrique Meirelles: ex-presidente do Banco Central do Governo Lula entre 2003 e 2011;
  • Nelson Barbosa: professor de economia, da escola de Economia da FGV-SP (EESP). É doutor em Economia pela New School for Social Research;
  • Luiz Carlos Trabuco: atual presidente do Banco Bradesco. É formado em Filosofia pela USP.

Destes três nomes, o que mais agrada ao mercado financeiro é o nome de Trabuco, do Bradesco, que traz a esperança de uma política econômica mais market friendly.

O Governo Dilma Rousseff e seus investimentos - Indicações de Lula ao Ministério Fazenda - Seu Guia de Investimentos

Dependendo da escolha do futuro Ministro da Fazenda, e dos rumos que serão adotados pela política econômica do Governo Dilma Rousseff, há alguns fatores que não irão mudar, para os quais você deve estar preparado.

Rumos prováveis para o cenário econômico atual

Os ajustes que provavelmente ocorrerão, independente do estratégia que será adotada pelo futuro presidente do Banco Central são:

  • ajuste gradual da inflação na direção da taxa real, devido à pressão dos preços controlados e do câmbio. Veja mais sobre inflação na parte 1 do artigo;
  • aumento gradual da Taxa de Juros Selic, durante o ajuste da inflação;
  • aumento da dívida pública (caso a atual política fiscal se mantenha), resultante do aumento na Taxa de Juros Selic;
  • reaquecimento da economia no período natalino, porém essa sazonalidade não será suficiente para estimular a economia, e a previsão da maioria dos economistas é a de que 2015 comece com baixo crescimento e termine em recessão;
  • pressão para aumento no desemprego, caminhando na direção da taxa real, também devido a menor elasticidade emprego-produto (ampla utilização de técnicas poupadoras de mão de obra na produção).

Todos esses pontos sinalizam um cenário muito desafiador para o crescimento do país, e assim é bem possível que o ano de 2015 seja um ano de ajustes.

Para complementar esses pontos, a InfoMoney publicou um vídeo, onde Nicola Tingas (economista chefe da ACREF – Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), fala sobre o que pode ocorrer em 2015. Veja no vídeo abaixo:

Como proteger seus investimentos no cenário atual?

Apesar não estarmos dentro do melhor dos cenários, é possível buscar alternativas que sejam mais benéficas no período. Veja abaixo como os investimentos mais populares do mercado financeiro deverão se comportar durante o período:

  • Caderneta de poupança: continuará pagando 70% da Selic + a TR. É pouco vantajosa já que pode ser facilmente superada pela inflação;
  • CDBs: tem rendimento atrelado à Taxa CDI, então será favorecido pelo aumento no juros;
  • LCIs e LCAs: também tem rendimento atrelado à Taxa CDI e também contam com isenção de IR. Podem ser boas alternativas para o momento, dependendo do seu perfil de investidor.
  • Títulos do Governo: o título mais vantajoso nesse momento turbulento é a LFT que paga a correção diária da Taxa Selic. A NTN-B e a NTN-B Principal também são boas alternativas de investimento, pois pagam um % acima da inflação;
  • Ações: as ações de algumas empresas podem ser interessantes neste período, como a Petrobrás (sim, pasmem), devido à necessidade do reajuste no preço dos combustíveis, que fara com que o preço da ação seja corrigido. Ações de Bancos Privados nesse cenário de alta dos juros também podem ser boas alternativas. É importante se prevenir contra oscilações, utilizando stop-loss. Aluguel de ações em momentos de queda também pode ser uma alternativa.
  • Investimento em imóveis: acredito que os preços deverão se manter, e desacelerar seu aumento. A contração da demanda, os impactos da inflação na renda das pessoas, e a baixa produção e baixo crescimento que pode aumentar o desemprego podem ser fatores que virão a reduzir a demanda por imóveis.

 

Considerações finais

Nesse momento cheio de incertezas, é importante acompanhar os movimentos do mercado e da economia e se informar! O que vai fazer a diferença é o conhecimento que você tem. Somente tendo conhecimento você pode identificar oportunidades de investimento, prevenir ameaças ao seu patrimônio e investir melhor. Por isso, como sempre digo, procure estudar, leia jornais, livros; faça cursos e busque conhecimento. Se você conseguir ir se aprimorando e aprendendo, você consegue adquirir o conhecimento necessário para administrar seu dinheiro da melhor forma possível no momento atual. Agora é a hora de ficarmos atentos, pois é nos momentos de grande desespero do mercado que surgem as oportunidades de investimento!

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Vamos ajudar a educação financeira atingir todos que estão à nossa volta! E deixe um comentário, pois essa troca é muito positiva!

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:


 

Partes integrantes deste artigo:

Recomendo a leitura:

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *