Home / Mini-cursos / Como Investir no Tesouro Direto: Impostos e taxas

Como Investir no Tesouro Direto: Impostos e taxas

Desvendando o Tesouro Direto - Impostos e taxas do Tesouro DiretoOlá leitores! Recebi muitas dúvidas por email sobre os impostos e taxas do Tesouro Direto, por isso escrevi este artigo pra mostrar no detalhe os custos que o investidor tem no Tesouro Direto!

Antes de continuar, baixe o meu e-book “Guia 3 Passos Pra Investir Em Ações”, clicando aqui.

Principais informações dos títulos públicos no Tesouro Direto

Antes de falar no detalhe sobre os impostos e taxas do Tesouro Direto (custos de transação), é importante saber onde você está colocando o seu dinheiro. Entender como o investimento funciona é o primeiro passo pra começar a investir. Existem alguns itens importantes aos quais  quais você deve se atentar sempre que for comprar títulos públicos pelo canal do Tesouro Direto:

  • Preço unitário para venda: este preço estará disponível às quartas feiras, que é quando você pode vender o seu título no Tesouro Direto. Este preço corresponde ao quanto você recebe se vender o título na data atual;
  • Preço unitário para compra: este é o preço que você paga ao adquirir o título no Tesouro Direto;
  • VNA no mês da compra: essa informação é importante para todos os títulos do Tesouro Direto,exceto para os títulos pré-fixados. O VNA é corresponde ao Valor Nominal Atualizado. Esse valor é utilizado para atualizar os valores de cada um dos títulos indexados desde a sua data base (em geral 15/07/2000) até a data da compra, pelo índice indexador. Esta informação é calculada oficialmente pela Anbima;
  • Taxa Compra (a.a.): é a taxa que reflete o ganho real que o investidor terá ao adquirir um título público. Esta taxa reflete também se a compra está sendo feita com ágio ou deságio;
  • Taxa Venda (a.a.): é a taxa que o investidor receberá ao vender seu título antes do vencimento. Esta taxa reflete se a venda será feita com ágio ou deságio;
  • Dias úteis entre a compra e vencimento: esta quantidade de dias é a que deve ser utilizada para a capitalização das taxas até o vencimento, no caso dos títulos indexados;
  • Datas de compra e de vencimento;
  • Valor no vencimento: é o valor total que o investidor receberá por ter investido no título público.

Depois de olhar estas informações você terá condições de calcular as taxas e impostos que irá pagar quando estiver investindo nos títulos públicos pelo canal do Tesouro Direto.

Relação das taxas pagas pelo investimento em títulos públicos no Tesouro Direto

São duas as taxas que são cobradas quando se investe nos títulos públicos pelo canal do Tesouro Direto:

  • Taxa de custódia: é cobrada pela CBLC que fica com a custódia dos títulos. O valor cobrado é de 0,30% por ano sobre o valor total da carteira de títulos que você possuir;
  • Taxa de administração: é uma taxa cobrada pelas corretoras. Cada corretora tem a sua política para a cobrança desta taxa. A grande maioria cobra um % sobre o valor total da carteira anual. Porém há muitas também que cobram um % sobre o valor investido e um % sobre qualquer tipo de movimentação com os títulos públicos. Para ver no site do Tesouro Direto a informação das taxas cobradas por todas corretoras, acesse este link.

 

Impostos pagos no investimento em títulos públicos pelo Tesouro Direto: IOF (Imposto sobre operações financeiras)

O pagamento do IOF ocorre apenas em operações realizadas num período inferior a 30 dias corridos. Veja na tabela abaixo o quanto você pode pagar de IOF quando estiver realizando transações dentro deste período:

DiasAlíquotaDiasAlíquotaDiasAlíquota
196%1163%2130%
293%1260%2227%
390%1356%2323%
486%1453%2420%
583%1550%2517%
680%1646%2613%
776%1743%2710%
873%1840%287%
970%1936%293%
1066%2033%300%

 

Impostos pagos no investimento em títulos públicos pelo Tesouro Direto: Imposto de Renda

Você vai pagar imposto de renda quando investir no Tesouro Direto em três situações:

  • Quando você recebe os cupons de juros (neste caso o imposto de renda incide sobre o valor total do cupom);
  • Quando você resgatar o valor investido na data de vencimento do título (o imposto de renda incide apenas sobre a valorização obtida entre o valor da compra e o valor do resgate);
  • Quando houver ganho de capital com a compra ou venda dos títulos do Governo no canal do Tesouro Direto.

Tudo vai depender do tempo de permanência do capital no investimento. Veja na tabela abaixo os prazos e alíquotas pagas de Imposto de Renda com base no tempo de permanência do capital no investimento:

PrazoAlíquota
Até 180 dias22,50%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,50%
Acima de 720 dias15%

 

Pronto, é simples saber quanto vai se pagar quando se investe no Tesouro Direto não é? Se você ficou com dúvidas, veja os outros artigos do mini-curso e leia meu artigo sobre custos de transação.

Este artigo é um adendo ao mini-curso “Desvendando o Tesouro Direto“. Gostou? Compartilhe e deixe um comentário!

Compartilhe este artigo também com seus amigos nas redes sociais:

Artigos do mini-curso “Desvendando o Tesouro Direto”:

  1. O que é o Tesouro Direto
  2. Entendendo o Tesouro Direto
  3. Como investir em LTN
  4. Como investir em NTN-F
  5. Como investir em LFT
  6. Como investir em NTN-C
  7. Como investir em NTN-B
  8. Como investir em NTN-B Principal
  9. Passo a passo: Imposto de Renda no Tesouro Direto
  10. Adendo: Impostos e taxas do Tesouro Direto (você está aqui)

*Novos Artigos*: acesse a página principal e leia os novos artigos e as melhores notícias sobre investimentos

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

10 comentários

  1. Misael da Silva

    Boa noite e Bom final de semana.
    Muito obrigado por mais um artigo de suma importância para o nosso conhecimento.
    Tenha bom começo de semana.
    Que Deus te abençoe a cada dia.

    • Olá Misael!
      Fico feliz que gostou do artigo!
      Uma ótima semana, Deus o abençoe também!
      Abraços!

  2. deyvis lopes de carvalho

    Gisele, atualmente qual a perspectiva da Selic? Aumentar ou diminuir?

    • Olá Deyvis e obrigada pelo comentário aqui no site.

      Agora em 2015 é bem provável que a Selic permaneça alta, pouco acima de 12,50% com objetivo de controlar a inflação que estava represada e vai se ajustar (com os aumentos dos preços controlados, como já vem acontecendo, como gasolina, energia elétrica, e também ajuste no preço do petróleo que nao vai permanecer baixo como está, ainda há muita água pra rolar até o fim do ano no que diz respeito a inflação), e conter a demanda relacionada ao crédito (que havia sido amplamente expandido nos ultimos 4 anos) com finalidade de auxiliar no controle da inflação.
      Os analistas consultados pelo BC na elaboração do boletim Focus acreditam que em 2016 a taxa entre em tendência de queda, mas o cenário está bem pouco previsível com o atual Governo. Muitos economistas desacreditam que os ajustes serão mantidos no longo prazo. Se você tiver acesso ao canal Globo News, assiste a entrevista que o ex-presidente do BC Gustavo Loyola, o Eduardo Giannetti e o Franscico Pessoa deram pro William Waack no Globo News Painel – vale a pena. Veja só o que esses economistas acham do futuro da economia. Se você não tiver acesso ao Globo News, ouve a entrevista na CBN: http://cbn.globoradio.globo.com/programas/globo-news-painel/2015/01/18/QUEM-DA-AS-CARTAS-NO-GOVERNO-ECONOMICO.htm

      Abraços!

  3. Paula

    Gisele, muito clara a sua explicação, parabéns! Tenho a seguinte dúvida: se eu vender parte dos meus títulos do tesouro e investir em ações no mesmo dia, ou mesmo mês, terei que pagar imposto sobre ganho de capital? Desde já obrigada!

    • Olá Paula!

      Fico feliz que a explicação do artigo esteja sendo útil. Sempre que há ganho de capital em transações com títulos do Tesouro Direto, você paga Imposto de Renda. Inclusive, as corretoras (que são os agentes de custódia) já recolhem o imposto e pagam automaticamente, sem nenhuma necessidade do investidor fazer isso. Porém, a declaração só é necessária para aqueles que se enquadrem dentro das categorias que a Receita federal exige.
      Tudo vai depender se você obteve ganho de capital. Se obteve, paga IR. O ganho de capital só é auferido quando existe o que se chama de “fato jurídico”, que no caso da incidência dos impostos é um dos seguintes acontecimentos: venda do título antecipadamente (com lucro), resgate do título no vencimento (com lucro) e recebimento dos cupons de juros.
      Abraços!

  4. fellipe

    Obrigado pelas dicas, e parabéns!!!
    Estou começando agora a investir abri conta em uma corretora que não cobra taxa para tesouro direto.
    Queria saber se tem algum site ou a própria corretora avisa quando é o melhor momente de vender os títulos para manter uma rentabilidade alta uns 2% ao mês. Vc tem algum exemplo de momento certo para vender antes do vencimento?
    O valor dos títulos são atualizados de quanto em quanto tempo?
    Os juros incidem todo mês? Eu consigo ver quanto ja rendeu o título?
    Quando vendemos os titulos é automático ? Eles sempre vendem? Demora a vender?
    Sei q são muitas perguntas rs, Obrigado pela atenção!!!

    • Olá Felipe!
      Eu não conheço uma corretora que avise sobre a rentabilidade. O problema é que a rentabilidade do tesouro direto é quase que exatamente a taxa compra no momento que você adquire o título. E você só tem ganho quando vende antes do prazo (pode ter perdas também) ou quando resgata no vencimento. E fazer isso vai depender muito da estratégia de cada investidor.
      Nos meus artigos sobre tesouro direto [clica aqui] eu explico bem isso. Você leu eles? é uma série de vários artigos. Neles eu falo sobre cada título e como cada um funciona. Dá uma olhada neles, eu acho que eles podem te ajudar.
      abraços! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *