Home / Investimento em ações e conteúdo avançado / Como definir a melhor taxa na venda coberta

Como definir a melhor taxa na venda coberta

Como definir a melhor taxa na venda cobertaNo artigo de hoje vou mostrar como definir a melhor taxa para operar com venda coberta. Se você não sabe o que é venda coberta, recomendo que faça meu curso gratuito Tudo sobre Opções. Vai na minha pagina de cursos e clica em curso de opções. Se você ainda não investe em ações, baixe meu Guia 3 Passos pra Investir em ações [aqui].

Agora, vamos ao que interessa!

Como definir a melhor taxa na venda coberta?

A venda coberta de opções é uma das formas de rentabilizar uma carteira de ações de longo prazo. É uma operação especulativa, mas que pode gerar bons ganhos pra quem souber operar.

A taxa da venda coberta se refere ao ganho que o investidor terá ao realizar a operação. O ganho com a venda coberta será dado pelo Valor Extrínseco da opção lançada no mercado.

Como definir a melhor taxa x strikeComo saber qual será a taxa da opção lançada na venda coberta

Pra fazer uma boa venda coberta, você precisa primeiro ter noção da tendência dos preços das ações pro período em que vai lançar a opção, seja de compra ou de venda.

Exemplo: uma ação hoje é cotada por R$ 30. Você lança uma opção de compra  desta ação para daqui 30 dias, com strike em R$ 28, por R$ 2,50. Se a cotação chegar a menos de R$ 28, você recebe os R$ 2,50, que representam ganho de 8,3% em 30 dias. Esse ganho pode ser interessante pra alguns investidores, e nem tanto para outros. O que vai determinar se a taxa é boa ou não é o período. 8,3% para 30 dias é muito bom pra quem quer valorizar sua carteira.

Suporte nas operações de venda coberta

Quem faz venda coberta precisa conhecer o que são e como funcionam os suportes dessas operações. Suportes são os limites que definem que aquela operação dará lucro ou não. No exemplo acima, a venda coberta só apresentará lucro até strike inferior a R$ 30,50. Imagine que você tinha 100 ações, e com as opções de R$ 2,50 ganhou R$ 250. Então, ainda que tenha que vender suas ações pra cobrir a venda coberta, você pode recomprá-las no mercado até o valor gerado pelas opções.

Se você ficou com dúvidas sobre os termos que utilizei neste artigo, como por exemplo: strike, suporte, valor extrínseco e afins, acessa o meu glossário sobre opções e veja lá a explicação sobre todos estes termos! [Clica aqui!!]

O ganho real de uma venda coberta

Agora um dos avisos mais importantes pra quem faz venda coberta: não esqueça de descontar todos os custos de transação pra ter uma ideia real do seu ganho com as vendas cobertas. Lembre das taxas de corretagem, custódia, e imposto de renda, que são cobrados nesta operação. Pra saber mais sobre rentabilidade real das vendas cobertas, [clique aqui] (breve).

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos, e deixe um comentário!

Me ajude a divulgar este artigo :-)! Compartilhe com seus amigos:

[magicactionbox]

Sobre Gisele

Sou apaixonada por finanças e investimentos. Essa paixão começou em 2004 quando comecei a investir em ações. Aqui no site tenho como objetivo ajudar meus leitores a entender como o mercado financeiro e a economia estão presentes no seu dia-a-dia e a melhorar sua capacidade de tomar boas decisões de investimentos para suas vidas. Eu invisto através da filosofia de investimento em valor e análise fundamentalista. Quero dividir um pouco do que aprendi com vocês e também, aprender sempre mais através dos seus comentários e suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *